Você já ouviu falar em platinosomose? Para alguns, esse problema é conhecido como doença da lagartixa e pode ser extremamente perigoso para gatos. Nesse texto, iremos explicar como essa doença pode prejudicar a vida de seu pet, além de apresentar alguns sintomas para que o tutor fique atento. 

Platinosomose é uma doença causada por um parasita chamado Platinosoma e que pode ser transmitida a gatos que comem ou mordem lagartixas contaminadas. 

Quando entra no corpo do animal, esse parasita habita a vesícula biliar, o fígado e até mesmo o intestino de alguns felinos. Isso faz com que o gato perca o apetite, fique apático, vomite e tenha casos de diarréia. 

Dependendo do processo de infestação, o parasita pode causar inflamações no fígado, o que pode ocasionar até mesmo na morte do gato.

Além desses sintomas, ele pode apresentar:

  • Fezes e urinas amareladas;
  • Febre;
  • Perda de peso.

Gatas fêmeas são mais propensas a contraírem doença da lagartixa por conta da necessidade que elas têm de caçar e alimentar seus filhotes. Portanto, é necessário sempre estar atento na alimentação e comportamento de seu felino.

platinosomose

Como os gatos são caçadores por natureza, é difícil prevenir a infestação de forma efetiva. Por isso, o ideal é manter o animal longe de ambientes que possam ter lagartixas, além de dar brinquedos que possam estimular esse instinto caçador que existe no felino. 

Como identificar a platinosomose?

Apesar dos sintomas citados acima, identificar a doença da lagartixa é um pouco complicado, o que se faz extremamente necessária a ida ao veterinário para que ele possa identificar de forma precisa e indique o melhor tratamento. Caso tenha conhecimento, avise ao profissional que seu gato teve contato com lagartixas, para que seja mais fácil a identificação da doença.

A doença da lagartixa tem cura?

Apesar de todos esses sintomas, a platinosomose é curável sim. Porém, dependendo do estágio da doença e da extensão de danos causados pelo parasita, o procedimento de cura é um pouco mais complicado. 

O tratamento é feito através de antiparasitários e, caso o animal esteja muito desidratado, a internação com hidratação com soro se faz necessária. Quanto mais cedo identificar a platinosomose, maior é a chance da de acabar rápido com a infestação.

Como falamos acima, é difícil evitar que os gatos apresentem sinais de predadores, portanto, preste muita atenção na alimentação de seu pet. A platinosomose é uma doença séria e que pode causar a morte do felino.

Para ficar por dentro de mais dicas, confira nosso blog. Aqui você encontra tudo o que há de novo no mundo pet e muito mais.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *