Você já ouviu falar sobre piometra? Pode parecer um nome incomum, mas se trata de uma doença muito comum e frequente em cadelas que não são castradas, podendo causar até mesmo a morte do animal. Nesse post, iremos explicar um pouco mais sobre como esse problema ocorre, quais são seus principais sintomas e quais são as maneiras de preveni-la. 

Durante o cio, o útero da cadela fica mais suscetível à contaminação por bactérias, fazendo com que a contração da piometra seja mais fácil. Simplificando, ela é uma doença uterina e que pode prejudicar e muito sua cadela. 

piometra

Dentro do organismo do animal, as bactérias ficam alojadas no endométrio, tecido responsável por revestir o útero. Isso por conta dos estímulos hormonais que proporcionam um ambiente perfeito para a sua proliferação e, consequentemente, a infecção. 

Tipos de Piometra

Hoje, esse tipo de doença pode ser classificada de duas maneiras: a aberta que, geralmente, apresenta corrimentos vaginais com pus, sendo mais fácil de identificar. Já a fechada não apresenta nenhuma característica visual, podendo ser mais perigosa, evitando que o tutor possa vê-la e identificar. Por isso, é importante estar atento aos sintomas que a sua cadela ou gata apresenta.

Sintomas

Você pode identificar a piometra em cadelas e gatas através de alguns sintomas recorrentes, como:

  • Febre;
  • Falta de apetite;
  • Desidratação;
  • Aumento no volume abdominal;
  • Necessidade constante de urinar.

Como identificar

Apesar de todos os sintomas, o mais recomendado certamente é levar o seu animalzinho para o veterinário o mais rápido possível. Ele poderá solicitar exames como ultrassonografia e radiografia na região abdominal do pet. Em alguns casos, o profissional pode solicitar exames de sangue para identificar com mais precisão em qual nível a doença está.

Como prevenir

A única maneira de prevenir e evitar que a piometra atinja sua cadela ou gata é através da castração. Pelo fato da doença ser proliferada no útero, com a remoção do mesmo a doença fica impossibilitada de se espalhar. 

A importância da castração

Mais do que evitar a reprodução desenfreada, a castração tem como principal objetivo evitar que os animais sofram com doenças que possam prejudicar e muito o seu bem estar, causando até mesmo a morte do animal, como o caso da piometra. É um processo simples, feito através da anestesia geral. Ou seja, o pet não sentirá nenhuma dor e, em poucas semanas, já estará realizando suas atividades rotineiras tranquilamente.

Se estiver procurando mais dicas, novidades e informações sobre o mundo pet, confira nosso blog. Aqui você encontrará absolutamente tudo sobre cães e gatos. Até a próxima!!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *